Denim Première Vision 100% virtual

Depois de ter sido obrigada a cancelar duas edições presenciais por causa do Covid, a Denim Première Vision rendeu-se ao digital e vai avançar com a estreia no online de 30 de novembro a 4 de dezembro. Uma Digital Denim Week que contempla a apresentação das coleções para a primavera-verão 2022 e diferentes conferências.

A Digital Denim Week, como a organização a batizou, será 100% online, com os cerca de 50 expositores – desde produtores de denim a lavandarias, acessórios e construtores de maquinaria específica para o sector – a terem a oportunidade de mostrar os mais recentes desenvolvimentos para a primavera-verão 2022. Esta edição virtual substitui o formato presencial do evento, que estava agendada para 24 e 25 de novembro em Berlim.

«Acredito fortemente que o futuro da nossa indústria será construído numa combinação do físico com o digital. Estamos a definir a nossa estratégia futura usando os dois, para criar uma experiência única para a comunidade do denim. A crise do Covid é uma grande oportunidade para acelerar e apoiar a mudança e definir um formato vencedor para o mercado, que é o que a Digital Denim Week vai ser», afirma Guglielmo Olearo, diretor da Denim Première Vision.

Os produtos dos expositores serão revelados em lojas virtuais dentro do Marketplace da Première Vision. Estas e-shops servirão como catálogo digital, com vídeos, imagens e informação, e pretendem facilitar as ligações entre clientes e fornecedores.

«A Première Vision foi das primeiras na indústria a investir em tecnologia digital para dar aos mercados internacionais serviços online em complemento aos seus eventos físicos e dar soluções concretas que respondam às necessidades de sourcing das marcas e aos desafios que os expositores enfrentam em termos da visibilidade da sua coleção e promoção à escala mundial», destaca a organização em comunicado. «Os expositores da Denim Première Vision juntaram-se às lojas do Marketplace em maio de 2019. Desde o início da crise sanitária, beneficiaram de atualizações gratuitas das coleções, sem limite na quantidade de produtos apresentada nem qualquer restrição em termos de compromisso ou duração», aponta.

Programa concentrado

Esta semana digital vai também desvendar as tendências da estação – dos materiais aos produtos – e, durante os primeiros dois dias de dezembro, irá contar com seminários, conferências e masterclasses onde deverão intervir especialistas e players da indústria.

O programa paralelo começa a 1 de dezembro com uma conferência sobre o futuro do mercado do denim e de como podem surgir novas ideias no meio da pandemia, liderado por Laure Guilbault, jornalista da Vogue Business. A CEO da C.L.A.S.S., Giusy Bettoni, vai moderar um painel sobre certificação de agricultura orgânica regenerativa no mesmo dia e vai igualmente moderar um painel sobre blockchain a 2 de dezembro.

No dia 2 de dezembro também, Lucia Rosin, fundadora do gabinete de design Meidea, vai analisar as novas tendências em cortes e silhuetas. Esta informação sobre moda será um complemento à apresentação das tendências por parte de Manon Mangin, product manager da Première Vision, que irá intervir no dia anterior.

Londres 2019 [©DenimPV/Ale Gallosi]
Ao longo da Digital Denim Week, uma seleção de empresas expositoras vai ainda fazer apresentações online das suas coleções e inovações, incluindo a Artistic Fabric Mills, a Orta Anadolu, a Advance Denim e a Naveena. Os representantes das empresas estarão disponíveis para responder a questões e prestar esclarecimentos durante as suas apresentações online.

Estas apresentações ficarão ainda disponíveis on-demand, para contornar os problemas relacionados com diferentes fusos horários.

Apesar do online começar a ser a normalidade, a Denim Première Vision está já a antecipar o regresso das feiras físicas em 2021, tendo agendado a edição relativa ao outono-inverno 2022/2023 para 25 e 26 de maio em Milão e da primavera-verão 2023 para 16 e 17 de novembro, em Berlim.

Notícias relacionadas

Últimas notícias

Somelos integra tecidos com proteção UV na coleção

O desenvolvimento, realizado em parceria com a Universidade do Minho, permite ter tecidos finos e leves, feitos em fibras naturais celulósicas e com proteção aos raios ultravioletas. Além de um fator de proteção UPF 50+, os tecidos da Somelos têm características de conforto e uma multiplicidade de cores e padrões.

Robotização na produção de vestuário mais perto

Um projeto tecnológico financiado pelo Advanced Robotics for Manufacturing Institute e que junta a Siemens e a Sewbo deu os primeiros passos para revolucionar a indústria de vestuário, com a capacidade de confecionar uma peça de roupa sem intervenção humana.

Indústria de moda britânica anda às compras

A pandemia fragilizou muitas empresas de moda britânicas, que não tiveram outra hipótese que não submeter pedidos de insolvência ou procurar investidores. Uma oportunidade que está a ser aproveitada pelos players mais fortes, como a retalhista Marks & Spencer, que ontem confirmou a compra da marca Jaeger.

Quer receber as nossas notícias?

Subscreva a nossa newsletter diária e receba as últimas notícias diretamente na sua caixa de e-mail